MARCELO A B

Penetrar a pele de determinada realidade, mecanicamente apreendida como fase primeira da elaboração pictórica, escavar-lhe a essência humana por entre músculos, veias, ossos, nervos e cartilagens (numa verdadeira dissecação, digamos assim, esteticizada, a que talvez o artista pudesse batizar de “Arqueologia Humana”), até atingir-lhe o âmago do âmago, onde a alma descansa, ela mesma impassível de fossilização, por etérea – eis o escopo desse artista-arqueólogo Marcelo A. B., que vem de expor sua última fase de pintura, a que deu o título de “Arqueologia Urbana”, na Agnus Dei Galeria de Arte, de Belo Horizonte.

Essa idéia de fóssil que, mesmo estratificado em sua memória, sempre se revigora quando se lhe pede um sentido, não é nova na linguagem de Marcelo. Vem de longe, vem desde aquelas figuras humanas paisagenficadas em árvores, poeiras de estrada, adobes do barroco, ‘sítios arqueológicos’ do passado agora, passado hoje, passado este minuto, mergulhando-se na prospecção do futuro, para lá diante se tornar história.

Tudo começou a acontecer de maneira simples e quase acidental em seu atelier, ao longo do tempo, no exercício diário da profissão de artista. Sobre o material plástico ou papel encorpado protetor do tampo da prancheta vieram depositar-se, como reais fósseis ‘esquecidos’ em camadas arqueológicas, pingos de tinta, ligeiros croquis na procura de alguma forma, rabiscos de limpeza de pincéis, esboços, anotações e sei lá mais o quê. Tais formas aleatórias um belo dia, de repente, chamaram a tenção do artista. Parou por algum tempo a fim de observá-los e da observação à admiração foi um pulo, porquanto ele, afinal, compreendeu que, ali estavam, não elementos inúteis a serem descartados como restolhos, bagaços, aparas, limalhas ou sucata, mas uma história a ser redivificada da labuta e suor de um inventor de imagens – o qual, a partir daquele instante, iria tornar-se também uma espécie, pode-se dizer, de arqueólogo à procura da revitalização de elementos icônicos de sua história mesma.

Em contraste, a Arte midiática atualmente vale-se muito da estética dos seus apresentadores, para expressar a beleza, alguns chegando a usar up skin creme facial nas performances. Clicando aqui, vimos que Marcelo A B apresenta-se como um bastião da velha guarda, mas sempre primando por provocar aquele toque emocional nos apreciadores de sua Arte.

TIPOS DE CÂMERAS DIGITAIS

 

tipos de cameras

Existem equipamentos fotográficos para todos os gostos e usos, para que está começando a se interessar por este mundo da fotografia talvez uma das maiores dúvidas é saber qual equipamento comprar.

Isto depende bastante do tipo de fotos que se quer tirar, se você vai tirar fotos de pequenos eventos em família, não é preciso desembolsar rios de dinheiro, agora se seu interesse é um equipamento com mais recursos para uma atividade mais profissional, é bom pensar em economizar para comprar um equipamento de ponta que te dará um poder maior de capacidade para capturar belas imagens.

Existem diversos tipos de câmeras, mas não vou abordar todas para manter o foco no mercado atual que é quase que totalmente dominado pelos modelos digitais. Deixarei os modelos mas antigos que usam filme para um outro post mais voltado para a história da fotografia. Neste guia mostrarei as principais câmeras do mercado digital atualmente para te ajudar a fazer a sua escolha sabiamente.

Cameras Ultracompactas

cameras ultracompactas

Este tipo de câmera é indicada para aquelas pessoas que não querem ter que esquentar a cabeça com nenhum tipo de configuração no momento de fotografar, deixando todos os ajustes para que a câmera se vire e tire uma foto com a melhor qualidade possível. Bem fáceis de serem carregadas para todo canto e mais fáceis ainda de manusear estas câmeras tem uma boa procura pelo seu preço bastante acessível e dependendo da iluminação do ambiente, é possível conseguir boas imagens. É indicada para reuniões de família e eventos do gênero. Se a intenção é eternizar os momentos com seus amigos ou família, esta é a sua câmera.

Câmeras Compactas

cameras compactas

Câmeras que possuem opçoões de configuração um pouco mais avançadas, mas quase que totalmente automáticas. Estas câmeras também possuem a capacidade de dar zoom analógico e digital, mas de forma reduzida, em média os chamados “3x”. A opção de zoom digital que existe nestas câmeras é unicamente um apelo de marketing para o mercado de câmeras amadoras, porque o que o zoom digital faz é sacrificar a qualidade da fotografia em troca de maior proximidade, muitas vezes fornecendo uma imagem mais próxima e mais borrada do assunto fotografado. Estas Câmeras são indicadas para passeios ao ar livre onde é possível capturar boas imagens por causa da claridade, e com uma proximidade um pouco melhor. Gosta de passear com a família e retratar toda a diversão sem ter dor de cabeça com a câmera? Considere uma camera compacta como aquisição.

Câmeras Superzoom

caemras superzoom

Também conhecidas como Câmeras Bridge, justamente por serem uma ponte, ou seja, equipamentos intermediários entre as câmeras compactas/amadoras e as câmeras DLSR/Profissionáis. Possuem uma capacidade muito maior de configuração, contanto com opções manuáis de controle de ISO, White Balance e também tem a opção de aproximar consideravelmente o assunto, já que possuem uma lente fixada a câmera que proporciona ótimas imagens a longa distância. Possuem as vezes telas de LCD que se movimentam para focalizar imagens sem precisar estar com a câmera junta ao corpo, assim como também te da a opção de fotografar usando o visor analógico. Muito indicada para quem está aprendendo a fotografar mas não se sente totalmente a vontade para dominar todos os recursos manuáis, já que este equipamento possuia opções automáticas bem melhores do que as compactas. Você começou a pesquisar mais sobre fotografia e quer enfrentar novos desafios, mas com a opção de ter os recursos automatizados quando precisar? Uma Câmera Bridge é a solução.

Câmeras DSLR

cameras dslr

DLSR significa Digital Single Lens Reflex, ou seja uma câmera digital que possui uma única lente usada para focalizar e capturar o assunto da fotografia. Estas são as câmeras Top do mundo da fotografia, seu preço vai desde uma câmera de entrada de Dois Mil Reais até equipamentos voltados para profissináis do ramo da fotografia que chegam ao valor de Quinze ou até Vinte Mil Reais. Com uma DSLR só é possível  tirar  fotos olhando diretamente pelo visor, nunca pelo LCD, ao contrário dos outros modelos. Este tipo de câmera é indicada para que sabe exatamente o que está fazendo e para qual finalidade quer sua câmera, uma pessoa que adquire um DSLR já tem um bom conhecimento do assunto, participa de fóruns de discussão, possui livros relacionados ao assunto e principalmente tem uma visão diferenciada da fotografia que vai além de confraternizações, um dono de uma DSLR que mostrar ao mundo a maneira come ele o enxerga. Muitas vezes também o interesse do proprietário de uma câmera deste modelo é fazer dinheiro com ensaios, cobrindo eventos ou no mundo do foto-jornalismo.

Com essas câmeras, o seu modelo nem precisa comprar para ver se green coffe slim funciona para emagrecer  nem se submeter a um tratamento para calvície antes de buscar tirar boas fotos; basta usar as técnicas com a câmera correta e a mágica será feita! Suas fotos serão verdadeiras obras de arte. O artista é você!

10 DICAS DE FOTOGRAFIA

fotografiaAinda ando aprofundando meus conhecimentos mas gosto de dividir o que sei, então aqui vão 10 dicas (básicas) para melhorar seu desempenho fotográfico, lembrem-se que isso não os torna fotógrafos, mas também nada te impede como amador, de querer aprender mais sobre essa coisa tão linda que é a fotografia! Então aproveitem as dicas seja como um gancho pra novos estudos, pra fotografar o aniversário da sua vó ou pra postar uma foto mais bonita no instagram.

1. ILUMINAÇÃO

Fotografia é a arte de “escrever com a luz”, nenhuma outra dica é mais preciosa do que: Preste atenção na iluminação da cena. Primeira coisa que você precisa saber são duas características da luz: Dura e Suave. Luz dura é aquela que incide diretamente sobre o objeto fotografado, causando uma sombra bem marcada e nítida. É ótimo para mostrar o contraste, muito usada pra demonstrar suspense, mistério, criar impactos, mostrar contornos mais nítidos… Já a luz suave é aquela que gera sombras sem contornos nítidos, mais delicada e uniforme. Tirar uma boa foto com luz dura é bem mais complicado que se imagina, então é sempre recomendado para iniciantes utilizar a luz suave. Existem duas maneiras de “suavizar” a luz: filtrando-a ou rebatendo-a.

2. DIFUSORES/REBATEDORES

Para conseguir suavizar a luz e consequentemente as sombras, você pode usar um difusor, que age como se fosse uma nuvem para o sol. Você pode fazer gambiarras como colocar papel vegetal na frente da sua fonte de luz, usando como um filtro. Já os rebatedores você deve apontar sua fonte de luz para uma superfície clara e grande (folha de cartolina, isopor, parede, teto…) para que a luz se espalhe e chegue até o objeto mais suave. Ou seja apenas a luz refletida chega na modelo/objeto.

3. APROVEITE A LUZ NATURAL

Ainda sobre luz, nada melhor do que a natural pra ajudar numa foto. Aproveite a natureza em geral, vá pro jardim, quintal, praça… Observe o lado em que o sol está e fique de frente pra ele. Se não tiver espaço ou um bom cenário do lado de fora, aproveite uma janela da casa e deixe a luz entrar. Aproveite também a Golden Hour, bem conhecida por fotógrafos é o intervalo de 1 hora antes ou depois do nascer/pôr-do-sol. É o horário onde temos uma iluminação mais suave e não tão direta o que é super favorável pra fotografia. E se precisar, você já sabe como improvisar rebatedores/difusores.

4. CUIDADOS COM O FLASH

O flash supre a necessidade de iluminação mas também tem o poder de estragar as fotos, seja com olho vermelho, estourando os brancos… o flash fixo da câmera emite uma luz dura (isso, aquela com sombras fortes e marcadas) Então enquanto puder usar alguma outra iluminação, use-a! Deixe o flash pra último caso flash e use em uma certa distância, use difusores e se tiver um flash móvel dispare ele apontado para o teto ou alguma parede branca. Uma alternativa para não usar flash é aumentar o ISO da sua câmera, porém…

5. CUIDADOS COM O ISO

ISO é a sensibilidade do sensor da câmera com a luz. Parece milagroso ter fotos claras mesmo com pouquíssima iluminação e sem usar flash, maaasss nem tudo é perfeito. Um valor de ISO muito alto tende a uma imagem com ruído (granulada). O que pode estragar sua foto ou te ajudar a deixar um efeito analógico, tudo depende da sua criatividade, mas a dica principal é: Use o ISO com moderação.

6. IGNORE O ZOOM DIGITAL

Mesmo que sua câmera tenha zoom digital de 40x, é apenas uma estratégia de marketing pros desinformados. Prefira uma câmera que tenha zoom ÓPTICO de 3x aquela que oferece 20x no zoom digital. O zoom digital, é o que pode ser feito por qualquer computador, e que acaba qualidade da imagem. No zoom óptico isto não acontece, pois a aproximação de um objeto é feita pelo conjunto de lentes da câmera, o que mantem a qualidade.

7. REGRA DOS TERÇOS

A regra dos terços aumenta a probabilidade de ter uma composição mais harmoniosa, imagine o objeto principal da foto dividida em três partes (esquerda, centro e direita) e coloque ele num dos cantos da tela da câmera, o resto deixe pra elementos secundários. Isso é bastante usado entre fotógrafos pra compor uma boa foto, quando o elemento principal fica no meio da imagem os outros elementos visuais passam despercebidos. A maioria das câmeras possui o recurso de grade que divide a tela em linhas que te auxiliam nisso. Obviamente não devemos levar a regra dos terços como lei, fotografia é arte, é abusar da criatividade sem seguir regras a risca então se você acha que sua composição estará melhor com o objeto principal no meio, se jogue.

8. NÃO EXAGERE NA EDIÇÃO

Uma dica de ouro é sempre fazer seu melhor na hora da foto, sem pensar na pós edição. Mesmo que isso implique em perder mais tempo que o planejado organizando a cena. E lembre-se: quando você não é um expert em photoshop, não tente se emagrecer, tirar olheiras (nem vale pesquisar onde comprar o creme ageless), aumentar peitos, deixar a pele como porcelana e essas coisas. Faça apenas alterações de contraste, saturação ou até coloque um filtro de leve. Edição pesada demais polui a foto e muitas vezes o que poderia ser uma boa foto se estraga na edição.

9. TENHA UM BOM CENÁRIO/COMPOSIÇÃO

Um bom cenário é realmente relativo. Você pode tirar fotos lindas numa parede branca. Ou pode criar várias composições com jornais, pôsteres e recortes colados na parede. Uma boa composição leva em consideração a tonalidade dos objetos, a ligação entre eles, a combinação entre o elemento principal e o resto da cena. Lembrem sempre: O que aparece no fundo é tão importante quando o que aparece em primeiro plano, então fique atento.

10. TENHA BOAS IDEIAS

Ouse, busque novos ângulos, iluminações diferentes, passe emoções. Busque inspiração, tenha conta em sites de fotografia, se inscreva em canais, leia muito sobre, fique de olho no flickr, tumblr, pinterest, weheartit… A melhor dica sempre vai ser criatividade, com ela você vai saber se virar com empecilhos que surgirem na hora da foto.


Também tem alguma dica pra dividir? deixa um comentário!

A PIETÀ DE MICHELANGELO

Iniciando nossos artigos sobre arte, hoje vamos falar sobre uma das mais fabulosas esculturas de todos os tempos. Criada no final do século XV e que ainda hoje enche os olhos e a alma de quem olha, exceto dos evangélicos e alguns outros religiosos que acham que por trás de cada escultura que representa alguma divindade existe o Diabo!

MICHELÂNGELO

Michelangelo foi um alienígena gênio italiano, nascido na região de Toscana, que viveu entre os anos de 1475 e 1564. Seu nome completo era Michelangelo di Ludovico Buonarroti Simoni e atuou como arquiteto, poeta, escultor e pintor, sendo considerado um dos maiores ícones de toda a história da Arte.

Teve uma vida longa (88 anos) considerando a expectativa de vida da época e desenvolveu trabalhos artísticos durante mais de 70 anos.

Seu talento artístico destacou-se logo cedo e passou a receber o apoio da família Médici, os quais foram seus grandes mecenas.

Ainda em vida, Michelangelo foi considerado o maior artista de seu tempo, sendo chamado por alguns de “o Divino”. Alcançar fama artística universal que dure eternamente tem sido algo raro e Michelangelo conseguiu.

Dentre suas esculturas mais famosas estão o Baco, A Pietà, David e Moisés!

michelangelo

Michelangelo

A PIETÀ

Por ser uma muito famosa, grande número de pessoas logo se lembra da escultura de Michelangelo quando ouve o termo Pietà.

O que poucos sabem, exceto aqueles que estudam um pouco mais sobre a Arte, é que a Pietà, na verdade, é um tema e não exclusivamente a escultura de Michelangelo. Pietà quer dizer Piedade e dentro da Arte é a representação da virgem Maria com o corpo morto de Jesus, após a crucificação.

Se você pesquisar na Internet, pelo Termo Pietà, verá que existem incontáveis esculturas e pinturas retratando o mesmo tema, com algumas variações.

Pintura do tema Pietà

Pintura do tema Pietà

A PIETÁ DE MICHELÂNGELO

A Pietà de Michelangelo é provavelmente a Pietà mais conhecida de toda a história. Fica na Basílica de São Pedro, no Vaticano.

Essa fabulosa escultura foi concluída no ano de 1499 e abaixo nós vamos destacar alguns fatos interessantes sobre a obra.

Pietà de Michelangelo

Pietà de Michelangelo

CURIOSIDADES SOBRE A PIETÀ DE MICHELÂNGELO

  • A escultura é feita em mármore e mede 174 X 195;
  • Existe uma fita que passa pelo peito da Virgem Maria, onde está escrito MICHAEL ANGELUS. BONAROTUS. FLORENT. FACIEBA(T), ou seja, “Miguel Angelo Buonarotus de Florença fez”;
  • Ao finalizar a escultura, Michelangelo teria apenas 24 anos de idade e, alguns autores afirmam, por isso, esculpiu a faixa no busto de Maria, com seu próprio nome, para que fosse reconhecido;
  • Em 1872 um geólogo que tinha distúrbios mentais atacou a escultura, enquanto gritava “eu sou Jesus Cristo.” Deu 15 golpes com uma marreta e provocou alguns danos;
  • Por causa dos ataques, a escultura recebeu um vidro à prova de balas que a protege até hoje;
  • O Cristo é menor do que Maria, para mostrar que é seu filho e não passar a sensação de estar esmagando a mãe;
  • A Virgem Maria também foi representada com um rosto muito jovem.

E você? O que sabe e acha da Pietà? Sinta-se à vontade para deixar seu comentário.